Novo Bolsa Família: Saiba qual o grupo prioritário para obter o benefício!

O primeiro semestre está quase acabando e o governo federal ainda está discutindo como lidar com o novo Bolsa Família. De acordo com as informações dos bastidores, a ideia é aumentar o tamanho do programa. Isso acontecerá no domínio do valor, assim como o número de beneficiários. Segundo o Ministério da Cidadania, o plano atual está beneficiando cerca de 4 milhões de pessoas.

PUBLICIDADE


No entanto, em circunstâncias normais, o Bolsa Família tem 14 milhões de usuários. Na nova versão do projeto, esse número deve subir para cerca de 20 milhões. O problema para as pessoas agora é saber quem terá permissão para entrar. Afinal, nessa nova onda, quem vai incluir o governo? Hoje, segundo o Ministério da Cidadania, existem cerca de 1,2 milhão de brasileiros nessa rota. São cidadãos que passaram por análise de dados pelo Ministério e foram aprovados para ingressar no programa. No entanto, devido a alguns problemas, eles ainda não entraram.

O governo federal também espera incluir um grande número de pessoas que sairão do programa de atendimento emergencial no novo Bolsa Família. Eles sabem que não podem incluir todos, mas querem incluir pelo menos parte do público. Hoje, o Auxílio Emergencial está pagando aproximadamente 39 milhões de pessoas. Como a ideia é agregar mais 6 milhões ao Bolsa Família, a previsão é que haja 1 milhão de pessoas na lista de espera pelo plano. Isso deixará 5 milhões de fundos para os brasileiros que atualmente recebem ajuda emergencial. No Auxílio, 10 milhões são usuários do Bolsa Família. Portanto, 29 milhões não. Isso significa que apenas uma pequena parte desse grupo de pessoas informais vai realmente receber novas parcelas do Bolsa Família. O governo deve finalizar o assunto nos próximos dias.

Na semana passada, o ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que o Palácio do Planalto deve estender os auxílios por mais dois a três meses. Portanto, esta é uma boa notícia para quem está recebendo benefícios. No entanto, para quem não é beneficiário, isso significa ter que esperar mais. Com a extensão dos benefícios, o novo Bolsa Família será adiado. Isso porque o programa só entrará em cena após o término do Auxílio. Portanto, as pessoas podem esperar mais. Não se sabe oficialmente quantos brasileiros precisam de dinheiro e, atualmente, nem o Auxílio nem o Bolsa Família foram recebidos. Porém, nas redes sociais, você pode ver muitas pessoas reclamando da falta de ajuda do governo.

PUBLICIDADE


Acesse também:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*