Currently set to Index
Currently set to Follow
Connect with us

Artigos

Salário Mínimo nos EUA: Descubra como funciona

Para quem está pensando em ir morar na América, é bom ficar por dentro de algumas peculiaridades sobre o trabalho no país.

Published

on

By

Publicidade

Definitivamente, os Estados Unidos é o principal destino de quem almeja melhorar de vida. Como todos já devem ter visto em algum momento na TV, em filmes ou notícias, os americanos tem uma qualidade de vida invejável.

Veja também:

LinkedIn anunciou a abertura de 96 cursos em português e gratuitos

Fundação Bradesco oferece diversos Cursos Online Gratuitos com Certificado

Fundação Getúlio Vargas anunciou a abertura de 110 cursos online gratuitos em diversas áreas

Com um salário mínimo muito acima do padrão, muitos brasileiros que foram pra lá ficaram ricos trabalhando em funções relativamente simples, como faxineiras, garçons e pedreiros. Lá na terra do Tio San, além de você receber mais, seu custo de vida é bem mais baixo, devido a carga tributária ser um tanto mais justa com o povo.

Pensando nisso, para ajudar quem está pensando em ir morar nos EUA, separamos neste artigo, alguns pontos importantes com relação ao salário mínimo, custo de vida, e jornada de trabalho, para não haver surpresas quando você chegar lá. Gostou do assunto? Continue lendo e tire suas dúvidas!

Salário mínimo nos EUA

O salário mínimo nos EUA (minimum wage) é a principal referência de remuneração no país que tem a maior economia do mundo. Diferentemente do Brasil, em que se estipula um valor mínimo mensal, nos Estados Unidos, ele é tabelado por hora trabalhada.

Dessa forma, se você pretende imigrar a trabalho ou com a intenção de conseguir um emprego, fique atento a esse detalhe. Mas nem tudo é diferença em relação ao Brasil quando se trata de salários. Tal como em nosso país, nos EUA, também prevalece o pacto federativo, em que cada estado é livre para determinar o piso salarial.

Para 2021, o salário mínimo nacional segue o mesmo aprovado em julho de 2009 pelo governo norte-americano. Ele é de US$ 7,25 por hora trabalhada.

Trazendo para a nossa moeda, vamos considerar um câmbio de R$ 5,00. Nesse caso, a hora de trabalho nos EUA teria o valor mínimo de R$ 36,25. Então, para quem tem uma jornada de 40 horas semanais terá ao final do mês um salário que não pode ser menor de US$ 1.160, ou R$ 5.800.

Entretanto, esse valor é para o mínimo nacional, há Estados onde o salário chega a 3x esse valor. Confira a tabela a seguir!

PUBLICIDADE


Salário mínimo nos EUA por estado

Ano Salário mínimo (US$) Valor por hora (R$)
Carolina do Norte 7,25 36,25
Dakota do Norte 7,25 36,25
Geórgia 7,25 36,25
Idaho 7,25 36,25
Indiana 7,25 36,25
Iowa 7,25 36,25
Kansas 7,25 36,25
Kentucky 7,25 36,25
New Hampshire 7,25 36,25
Oklahoma 7,25 36,25
Pensilvânia 7,25 36,25
Texas 7,25 36,25
Utah 7,25 36,25
Wisconsin 7,25 36,25
Wyoming 7,25 36,25
Nevada 8,00-9,00 40-45
Flórida 8,65 43,25
Montana 8,75 43,75
Virgínia Ocidental 8,75 43,75
Ohio 8,8 44
Nebraska 9 45
Delaware 9,25 46,25
Dakota do Sul 9,45 47,25
Virgínia 9,5 47,5
Michigan 9,65 48,25
Minnesota 10,08 50,4
Havaí 10,1 50,5
Missouri 10,3 51,5
Alaska 10,34 51,7
New Mexico 10,5 52,5
Arkansas 11 55
Illinois 11 55
Rhode Island 11,5 57,5
Maryland 11,75 58,75
Vermont 11,75 58,75
Connecticut 12 60
New Jersey 12 60
Oregon 12 60
Arizona 12,15 60,75
Colorado 12,32 61,6
Nova Iorque 12,5 62,5
Califórnia 13 65
Massachusetts 13,5 67,5
Washington 13,69 68,45
Maine 21,15 105,75

Salário x tipo de cargo

Para cargos de hierarquia mais alta, ou de profissionais liberais em companhias específicas, o salário pode ser calculado por ano e não em horas: U$100.000 por ano. Todavia, a forma de pagamento é, tipicamente, a cada duas semanas.

Isto porque, nestas posições de confiança, a quantidade de horas trabalhadas é muito grande e a responsabilidade também. O que não daria para ser calculado em horas.

E, ainda, podem incluir bonificação pelo desempenho, e os benefícios são acordados em contrato entre as partes. Assim, não há 13º salário, vale-transporte, vale-alimentação, desconto de FGTS, nem aviso prévio, salvo o que está descrito no contrato.

Por outro lado, para cargos mais operacionais, como motoristas, recepcionistas, garçons, vendedores e de média gerência, como gerentes, supervisores, coordenadores, utiliza-se o cálculo do salário por hora trabalhada. Então quanto mais tempo trabalhar, maior o salário.

Então, neste caso, o salário americano é pago toda semana ou a cada 15 dias. Entretanto, igualmente, não há 13º salário, vale-transporte, vale-alimentação, desconto de FGTS e nem aviso prévio. Bem diferente do Brasil, não é mesmo?

Maior flexibilidade

A maior vantagem deste modelo de remuneração é que dá flexibilidade tanto para o empregador como para o empregado.

Nesse sentido, o empregador pode dispensar os funcionários ociosos nos momentos de baixo movimento. Por sua vez, os empregados podem trabalhar em mais de um lugar, completando sua carga de trabalho semanal, de acordo com a sua necessidade.

Então, como citado acima, o valor do salário mínimo nos Estados Unidos pode variar de acordo com o estado. Mas não se iluda pelos valores mais altos em alguns lugares. Geralmente, os estados com salário mínimo mais elevado são, também, aqueles com custo de vida e impostos mais altos.

PUBLICIDADE


Qual o custo de vida nos EUA?

Além do salário nos EUA, pessoas interessadas em se mudar para o país também precisam pesquisar sobre o custo de vida. Para viver confortavelmente, com todas as necessidades atendidas, uma pessoa deve ganhar, em média, de U$ 2 mil a U$ 3 mil.

Basicamente, podemos dizer que os custos acima já estão inclusos questões principais como:

  • moradia;
  • transporte;
  • alimentação;
  • lazer;
  • educação;
  • necessidades básicas diárias, como internet, energia elétrica.

Dessa forma, o salário mínimo deve refletir e suprir cada um desses aspectos. Dito isso, é importante ressaltar que os Estados Unidos possuem custos variados de sobrevivência.

Assim como cada estado tem autonomia para definir suas próprias leis, eles também apresentam uma média de vida variada, principalmente os estados considerados como grandes metrópoles do País. Por exemplo, é mais caro viver em Nova York, um grande centro urbano, do que no Texas.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *